Referência sem concorrentes
entre os especialistas na clássica cozinha francesa.

São vários os motivos que levam o Freddy a ser desde 1935 o restaurante símbolo da cozinha clássica francesa (ancienne cuisine) em São Paulo: ambiente, comida, freqüência, serviços, atendimento, tudo se mostra devidamente equilibrado.


Mais que um bom cozinheiro e um maître competente, a atual receita de prestígio de um restaurante pede outros ingredientes para manter-se como um sucesso. O Freddy, um ícone entre os restaurantes franceses de primeira classe, consegue realizar esse prodígio há quase 80 anos.


O restaurante está com vida nova desde que foi reformulado e renovado em sua decoração.

Os grandes lustres de cristal em dois espaços, o luxuoso lounge logo na entrada conferiram mais charme ao lugar, que ganhou um ambiente sofisticado sem descaracterizar

o clima apreciado por antigos e fiéis clientes.


Sua equipe é formada especialmente por funcionários que ajudaram a contribuir com sua história. Entre eles o antológico cozinheiro Geraldo Rodrigues (Leléu), que esteve à frente da cozinha por quase 50 anos. Não menos, Pedro Santana, atual Chef, faz parte da equipe há mais de 20 anos.


Lugar de gente bonita e de personalidades brasileiras no âmbito político, empresarial e social, a casa tem sempre a comida em primeiro plano. Das entradas às sobremesas, o cardápio prima por receitas antigas das mais remotas regiões francesas. Consegue ser bom no que se propõe, incluindo ingredientes e apresentações comuns da culinária parisiense por excelência